Dicas para evitar a Malha Fina

IRPF-2016_Malha fina

Em meio às turbulências econômicas atuais no país, o que o brasileiro mais deseja é não se endividar e “arranjar” novos problemas burocráticos envolvendo processos financeiros. A Declaração do Imposto de Renda é daqueles procedimentos onde não se pode vacilar, pois, do contrário, você poderá ter um encontro com a temida malha fina. Todavia, se declarado com atenção e responsabilidade, não passará nem perto.

A malha fina se define em ser o resultado de inconsistências encontradas na declaração do imposto, agindo como uma espécie de “peneira”, e causando a impossibilidade da restituição, ou, no pior dos casos, em uma investigação a respeito do contribuinte. Sobre seus “estragos”, incluem-se o adiamento da restituição (às vezes, podendo chegar a anos), problemas em suas contas bancárias e em futuros financiamentos e compras.

Segundo informou a Receita Federal, no ano de 2015 cerca de um milhão de brasileiros caíram na “malha”. Ainda de acordo com o órgão, a tendência para 2016 é um número equivalente ou superior ao divulgado.

Para que isso não aconteça, é primordial a revisão dos dados cadastrados. Qualquer divergência presente já é motivo para sua declaração ser invalidada. Tenha ciência que o recebimento de alguma quantia referente à algum CNPJ ou CPF será, por ele também, declarado como via de confirmação. Por isso, é de suma importância que revise, ao menos, duas ou três vezes antes do envio, para que, assim, não haja riscos de informações colocadas erroneamente. Atenção é tudo.

O ato de não declarar determinada movimentação é considerado crime de sonegação fiscal e há punição para tal, com uma multa de 150%, que pode chegar a 225% caso a fiscalização entenda que você está “dificultando os processos”. Esses recursos considerados como sonegação são entendidos como crime de lavagem de dinheiro. Com isso, busque comprovação das despesas que possam desencadear problemas futuros.

Uma atenção redobrada perante o momento da digitação dos dados nunca é demais, pelo contrário, é importantíssima. Erros de digitação são muito comuns, dessa forma, para você que conta com a restituição, fique atento. Número do banco, da agência, algum erro na digitação de valores, na troca de CNPJ E CPF, todas essas situações podem causar grandes transtornos aos que contam com o “bônus”.

Publicado em Franquias

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Categorias

Insira seu e-mail para seguir esse blog e receber nossas novidades.

Junte-se a 2.320 outros seguidores

  • Ocorreu um erro. É provável que o feed esteja indisponível. Tente mais tarde.
Gigatron Franchising
(18) 98132-8386
Segunda a Sexta das 08:00 as 18:00
e-mail: comercial@gigatron.com.br
%d blogueiros gostam disto: